Arquivo | maio, 2011

Petit Gâteau de Fubá e Goiabada com Creme de Queijo

31 maio

Sou fã de receitas clássicas ‘abrasileiradas’, do tipo crème brûlée de banana, bruschetta de queijo-minas, crepe de carne seca e panna cotta de doce de leite… e esse fim de semana tive o privilégio de experimentar mais uma dessas delícias na casa da minha mãe: petit gâteau de fubá e goiabada com creme de queijo.

Os ingredientes são simples e a execução é fácil. Não há desculpa pra não experimentar! Dá uma olhadinha como fica lindo:

O que você vai precisar para fazer o gâteau:
3 ovos
1 xic. de  fubá
1 xic. de farinha de trigo
2 col. sopa de açúcar
1 xic. de leite
1/2 xic. de óleo
1 col. sopa de fermento químico
1 pacote de goiabada cascão

Essa receita rende aproximadamente 14 bolinhos; então será preciso 14 forminhas de cupcake, forminhas de empada grandes ou qualquer outra forminha que você use para fazer petit gâteaus…

Botando a mão na massa:
 – Corte a goiabada em cubos;  reserve uns 14 pedacinhos para colocar em cada gâteau. Coloque o restante em uma panela com 4 colheres de água e leve ao fogo para fazer uma calda; se preciso vá adicionando mais água; queremos que fique no ponto de uma calda grossa
– Bata todos os demais ingredientes no liquidificador até ficar homogêneo
– Unte e as forminhas com manteiga e farinha
– Misture delicadamente a calda de goiabada  com a massa do bolo; não precisa misturar muito bem, pra deixar a massa com efeito marmorizado
– Distribua a massa entre as forminhas; coloque um cubinho de goiabada dentro de cada uma
– Leve ao forno por +- 20 minutos a 180º C 

Agora, o creme de queijo:
100 ml de Creme de leite fresco 
Suco de 1/2 limão
2 col. sopa de cream cheese

Na receita original, o chantilly é feito com queijo liofilizado ao invés de cream cheese; o resultado é diferente, mas como o queijo liofiliizado é mais chatinho de encontrar, substituímos pelo cream cheese apenas para dar aquele gostinho de ‘Romeu & Julieta’ à receita. Você também pode optar servir com chantilly puro ou sem creme nenhum, que também é uma delícia

– Deixe o cream cheese em temperatura ambiente – para ficar mais macio – e misture bem com 2 colheres do creme de leite, pra dar uma textura mais suave ao cream cheese
– Misture o restante creme de leite com o suco de limão e bata na batedeira até atingir o ponto de chantilly.
– Junte o cream cheese ao chantilly e misture levemente

Prontinho. Coloque uma boa colherada do chantilly em cima de cada gâteau na hora de servir…fica uma delícia!

Anúncios

Zumbis e Andrógenos

30 maio

Fashion Rio começando hoje e já cheia de promessas de muita coisa interessante pra rolar! Uma delas é a presença do Zombie Boy Rick Genest e d@ garot@ Andrej Pejic no desfile da Ausländer

Repare que usei @ pois Andrej, um homem de traços finos e beleza angelical, tem causado furor no mundo da moda com sua beleza andrógena, chegando a desfilar até pra haute couture feminina de Jean-Paul Gaultier e a ser coroado com o 98° lugar na lista das 100 mulheres mais sexy do mundo em 2011, da FHM (tá certo que o texto publicado pela revista junto da foto foi um tantinho preconceituoso e alguns o tacharam até de  ‘homofóbico’; a revista tirou o texto do site assim que começou a gerar polêmica, mas alguém foi esperto suficiente pra capturar o artigo com o tumblr e dá pra conferi-lo aqui).

O Rick todas nós aqui conhecemos do clipe da Lady Gaga, Born This Way e por estrelar a campanha da Mugler, de Nicola Formichetti (stylist de Gaga!). Além de desfilar, ele também irá tocar na festa pós-show da marca. Que rapaz trabalhador, né? (Melhor ele dar duro mesmo, porque duvido que ele consiga outro emprego que não no show-business).

Cadinho, diretor-criativo da Ausländer, disse que a idéia de ter essas duas personalidades tão distintas no desfile veio do vídeo produzido pela agência Box 1824 – We All Want to Be Young. O video que foi viral na internet fala sobre  a ‘Generation Now’ ou ‘Geração Y’, a nova geração de jovens globalizados, em constante mutação, que sintetiza e miscigena todo e qualquer estilo (pra quem ainda não viu o vídeo, super recomendo… é d+! Confira aqui). Mas vamos combinar que, além dos dois inusitados modelos terem a ver com o conceito da colação, eles também são escolha certa pra gerar mídia espontânea e atrair muitas pessoas ao desfile da marca. Com certeza essa parceria renderá fruto$!

Diferente é cool!

Teenagers

30 maio

Outro dia li lá no Petiscos sobre o quinto single do CD Teenage Dream de Katy Perry, a música “Last Friday night (T.G.I.F)“. Dessa vez, Katy fala sobre toda a diversão que ela e seus amigos adolescentes tiveram numa noite de sexta-feira, com direito a muita bebida, dança em cima de um balcão de bar e até um mergulho do jeito que vieram ao mundo (uma noite daquelas, hein?!)

O mais legal desse single é a produção bem 80’s que foi feita para a arte da capa – e provavelmente para o video-clipe também, que ainda não tem data confirmada para estreia, mas que de acordo com o Twitter da cantora, deverá ser um sucesso. Katy Perry aparece com um look bem nerd, com direito a óculos, aparelho, permanente no cabelo, muito rosa e turquesa na maquiagem e cores neon na ‘moldura’ da foto. Divertidíssimo!

Vendo essa versão highschool de Katy Perry, lembrei de uma matéria do TMZ que mostrava várias fotos de celebridades na adolescência. Será que alguém se parecia com a adolescente encarnada por Katy?

Adolescência: todo mundo passa por ela!

Trilha Sonora

29 maio

Para os almoços em família de Domingo, Dave Matthews Band – #41

Batom além do tom

28 maio

Na hora de escolher um batom, não pense apenas na cor. A textura e acabamento dos batons também são importantíssimos pra saber qual será o resultado final. Ao invés de explicar com um texto, vamos dar uma olhadinha na foto abaixo:

Tons parecidos, acabamentos diferentes: Anne Hathaway de vermelho Matte; Jennifer Lopez com acabamento Gloss e Angelina Jolie com um vermelho Sheer

Viram como 3 batons vermelhos podem parecer totalmente diferentes em função do acabamento? Enquanto a cor do batom de Anne é mais vibrante e pigmentada,  o acabamento gloss é mais brilhante e deixa o look sexy, e o acabamento sheer é mais natural, leve e ‘low-profile’.

Vamos então conhecer quais os tipos de acabamento que os batons podem ter:

  • Cremoso/Creamy: é o mais clássico; oferece boa cobertura e fixação, é fácil de aplicar e hidrata os lábios. Cores ricas, com acabamento semi-brilhante.
  • Opaco/Fosco/Matte: sem nenhum brilho e pouca a nenhuma hidratação; máxima intensidade de cor, com muita pigmentação. O ideal é hidratar bem os lábios antes de aplica-lo, para não dar à boca uma aparência de ‘rachada’ conforme o batom seca. Longa duração.
  • Acetinado/Satin: pouquíssimo brilho, mas com hidratação moderada para não dar um aspecto ‘seco’ aos lábios; cor intensa. Seria o meio-termo entre o cremoso e o matte/fosco.
  • Cintilante/Frost: cobertura moderada e brilho com efeito gliter, perolado ou metálico; o nome ‘frost’ é porque esse acabamento reflete a luz assim como cristais de gelo. Recomendado para as mais jovens, pois pode acentuar as rugas.
  • Translúcido/Sheer: pouca intensidade de cor e brilho; hidratante e de cobertura leve. Dá ao tom natural do lábio um pouco mais de cor.
  • Efeito Gloss/Glossy: cor menos intensa; cobertura leve e muito brilhante, com efeito molhado. Deixa os lábios sexy e mais cheios. Ideal em makes para a noite (aqui estamos falando de batons com acabamento gloss, e não do gloss líquido)

Com os batons aplicados é fácil distinguir entre os acabamentos e escolher aquele que queremos. O mesmo não acontece quando olhamos apenas o produto. Por isso, quando não puderem ver o batom aplicado e mesmo assim bater aquela vontadezinha de comprar online, verifique o tipo de acabamento de cada cor para ter uma melhor noção de qual será o resultado final. Vejam esses vermelhos da MAC e comparem a cor do bastão à cor final dos lábios pra ver como só a cor do produto não diz tudo:

Aqui vão exemplos dos acabamentos disponíveis para algumas das marcas que a gente a-do-ra:

YVES SAINT LAURENT  

  • Creamy (cremoso)
  • Satiny (acetinado)
  • Shiny (cintilante)
  • Sheer (translúcido)

LANCÔME

  • Cream (cremoso)
  • Matte (opaco/fosco)
  • Metallic (cintilante – metálico)
  • Pearl (cintilante – perolado)
  • Sheen (efeito gloss)
  • Sheer (translucido)
  • Shimmer (acetinado)

MAC (aposto que é o que vocês mais queriam saber!)

  • Matte: opaco/fosco (vejam o Ruby Woo na foto anterior)
  • Satin: acetinado
  • Amplified e Amplified Cream: aqui começa o neologismo; ambos cremosos, sendo o ‘amplified cream’ o mais cremoso, com um pouco mais de brilho em função da maior hidratação que dá aos lábios
  • Cremesheen: também cremoso, mas com acabamento efeito gloss; aqui você tem o brilho do gloss mas com alta intensidade de cor e cobertura
  • Frost: cintilante – metálico ou perolado (lá na foto temos o Costa Chich como exemplo)
  •  Lustre: efeito gloss (veja o Cockney lá em cima…)
  • Glaze: translúcido (na foto, está representado pelo Hot Haiti)
  • Dazzle: cintilante – glitter

Trilha Sonora

27 maio

Pra curtir a sexta-feira que chegou, Jil is Lucky – The Wanderer

Modelitos na final do Idol 2011

26 maio

Quem acompanhou a final ao-vivo do American Idol 2011 na Sony levante as mãos \o/

Como de costume, a final foi recheada de performances super-produzidas, não só dos dois finalistas Scotty McCreery e Lauren Alaina, mas também de Beyonce, Lady Gaga e até as duas integrantes do ex-TLC (quem lembra?). Claro que Jennifer Lopez e Steven Tyler também não resistiram ao palco. Steven cantou ‘Dream On‘ e, OMG, ele só fica melhor com o tempo!  J-Lo levou o maridão Marc Anthony a tira-colo para apresentar a música ‘Aguanile‘.

Beyoncé cantou ‘Crazy in Love‘ acompanhada das meninas que não chegaram até a final de Idol. E estava lindíssima num minidress Ralph & Russo. Depois, Beyoncé apareceu toda Diva num longo prata/lilás muito bonito mas que, em minha humilde opinião, deixou o quadril dela muito mais largo (sim, isso é possível!). O modelito foi usado para a primeira apresentação na telinha da sua nova música de trabalho, 1+1.

Comentários roupalísticos sobre Lady Gaga a gente devia PULAR, né? Mas sobre a performance, não. Gaga cantando ‘Edge of Glory‘ foi uma apresentação fantástica, teatral e com um final surpreendente, como já é de se esperar dela. Seu stylist a deixou com uma vibe bem ‘motoqueira’, parecida com o que a gente vê no clipe Judas. Tá vendo como as vezes dá pra traduzir o look de Gaga para nosso mero guarda-roupa? O conceito biker continua como trend pro inverno 2011 – couro, tachas, alfinetes…

J-Lo – hum…não curti nenhuma das roupas dela durante o programa. No Red Carpert ela usou um Michael Kors simpático mas… só. Se fosse em alguma outra ocasião poderia ficar bem lindo, mas achei que pro Red Carpet da grande final ela poderia ter feito melhor, não acham?

%d blogueiros gostam disto: